Doenças respiratórias no inverno

A estação mais fria do ano já começou e, com ela, ressurge uma preocupação: as doenças respiratórias no inverno. Mas quais são essas doenças e como preveni-las?

As doenças respiratórias mais frequentes no inverno são asma, bronquite crônica, enfisema, rinite alérgica e sinusite. Só para que vocês tenham uma ideia, a asma atinge aproximadamente 16 milhões de brasileiros e, por ano, chega a fazer 3 mil vítimas fatais. Por esse motivo, foi criado o Dia Nacional de Prevenção à Asma, que coincide com a chegada oficial da estação mais fria do ano, em 21 de junho.

Como aqui em casa os problemas respiratórios afetam a todos, estamos sempre em busca de alternativas que favoreçam a nossa saúde e que façam com que rinite, sinusite e afins fiquem o mais longe possível.

doenças respiratórias no inverno3

Mas o que o inverno tem a ver com isso? Só porque está frio as pessoas estão mais propensas a certos tipos de doenças? Não, a culpa não é só do frio. Além das temperaturas mais baixas, outros fatores contribuem para o surgimento dessas doenças, como a baixa umidade do ar, o contato com ácaros alojados em roupas guardadas por muito tempo, a poluição do ar que respiramos e ambientes fechados (sendo esse último um dos motivos mais comuns e muitas vezes deixado de lado).

A causa de doenças respiratórias no inverno, na esmagadora maioria das situações, está relacionada a algum vírus ou bactéria, exceto pelas reações alérgicas (rinite), que são causadas, majoritariamente, pelos ácaros.

As crianças, logicamente, são afetadas de forma direta por tudo isso. Seu organismo ainda está em desenvolvimento e não possui todas as defesas naturais e anticorpos necessários para combater essas doenças – um quadro que se agrava nos menores de dois anos. E a chance de um simples resfriado progredir para uma pneumonia é grande, portanto todo cuidado é pouco. O mesmo ocorre com pessoas de idade avançada, pois seus organismos já estão mais debilitados. Se for fumante, a situação piora bastante.

homem-doente

Uma das principais formas de se precaver são as vacinas contra gripe e pneumonia, disponíveis na rede pública para a população idosa, entretanto os mais novos podem procurar clínicas particulares para tomar uma dose da vacina. Porém ainda existem outras formas bem simples de evitar que a doença bata à sua porta:

– Aproveite que o inverno ainda não chegou com tanta força e lave os cobertores que estão guardados há mais tempo;

– Mantenha a casa sempre limpa e arejada;

– No inverno a sensação de sede diminui bastante, mas é importante manter o corpo frequentemente hidratado, portanto beba bastante água e sucos;

– Lave as mãos com frequência durante o dia;

– Evite locais muito cheios e fechados. Dê preferência a programas ao ar livre e ambientes ventilados. Não sinta medo ou vergonha de abrir, mesmo que pouco, a janela do ônibus, ainda que receba alguns olhares maldosos por ter feito isso;

– Na hora de dormir, use umidificadores ou mantenha uma bacia com água no quarto. Assim você estará combatendo a baixa umidade do ar, extremamente prejudicial às vias aéreas.

doenças respiratórias no inverno4

No caso das crianças, alguns outros cuidados devem ser colocados em prática:

– Caso o seu filho esteja resfriado, não o leve para a escola. O repouso é imprescindível e ele não terá contato e nem contagiará outras crianças;

– Mantenha a vacinação em dia;

– Evite ao máximo locais cheios e abafados. Se isso já é um problema para os adultos, para as crianças é ainda pior;

– Umidificar os ambientes onde a criança fique por mais tempo, sobretudo o quarto na hora de dormir;

– Não permita que a criança fique exposta à fumaça de cigarro, pois ela irrita as vias respiratórias;

– Manter o quarto da criança sempre limpo. É um lugar que costuma ter muitos objetos que acumulam poeira, como cortinas, mosquiteiros, tapetes, cobertores, protetor de berço, etc. Evite, ao máximo, bichos de pelúcia.

doenças respiratórias no inverno-5

Dessa forma você e sua família estarão preparados para enfrentar as doenças respiratórias no inverno e evitar que elas se aproximem. São atitudes simples que podem melhorar a sua qualidade de vida durante essa época do ano. E vamos aproveitar o friozinho porque ele é bem gostoso!

Comentários

Comentários

Escrito por Rodrigo Rebelo

Carioca, marido, pai, boleiro e, sempre que possível, presente nos tatames de jiu-jitsu. Além de marketar há alguns anos, também lavo, passo, mas não cozinho - prefiro evitar que a cozinha exploda. Apaixonado e dedicado em sempre arrancar um sorriso daqueles que amo.

One Ping

  1. Pingback: