Quais as diferenças entre Dengue, Zika e Chikungunya

Precisamos ficar atentos e nos precaver das doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti

Chegou a hora de entender as diferenças entre Dengue, Zika e Chikungunya.

Durante muitos anos convivemos com a ameaça da Dengue durante os verões brasileiros. Cidades como Rio de Janeiro e São Paulo, com alta concentração populacional, sempre figuram nos notíciários devido às grandes epidemias, acarretadas pela falta de saneamento básico adequado. Além disso, os hábitos das pessoas de manter água parada das mais variadas formas, não ajudam em nada.

Pois bem, desde o verão passado duas novas doenças transmitidas pelo Aedes aegypti foram incluídas na lista de preocupações. Muitas informações desencontradas marcaram o período, mas hoje já uma clareza maior sobre o assunto. Ainda assim, algumas pessoas ainda se confundem em relação às diferenças entre Dengue, Zika e Chikungunya e, por isso, decidimos esclarecer esse tema de uma vez por todas.

Dengue

Entre as três doenças, a Dengue é a mais grave.  A maioria das pessoas não apresenta sintomas, porém os que manifestam a Dengue “clássica” apresentam febre alta, dores de cabeça, dor muscular e nas articulações e machas vermelhas na pele. A Dengue “hemorrágica” se caracteriza pela diminuição na produção de plaquetas, causando alterações na coagulação sanguínea. Surgem hemorragias provocadas pelo sangramento de pequenos vasos na pele e nos órgãos internos. Já a forma conhecida como “síndrome de choque” é a mais grave, causando grande queda na pressão arterial, problemas cardiorrespiratórios e alterações neurológicas.

Febre alta? Pode ser Dengue!

Zika

A Zika é a doença mais branda entre as três citadas. A febre ocasionada é mais leve que na Dengue e na Chikungunya e, além disso, ela apresenta vermelhidão nos olhos e coceiras características, o que faz com que ela seja comumente confundida com alergia. Os sintomas da doença não costumam passar de sete dias e dificilmente ela leva à morte, porém a Zika também está associada a Síndrome de Guillain-Barré, um problema neurológico que causa paralisia, e casos de microcefalia.

Inchaço e vermelhidão nos olhos são sintomas de Zika

Chikungunya

Assim como as outras duas, a Chikungunya também é caracterizada por febre e, similar à Dengue, dores no corpo. Entretanto, ao contrário da Dengue onde as dores são musculares, nesse caso elas costumam se concentrar nas articulações do corpo. Os sintomas duram em torno de duas semanas, porém as dores articulares podem levar meses para cessar, o que atrapalham bastante a vida do infectado.

As dores nas articulações podem durar meses

Tratamento e prevenção

O tratamento da Dengue, Zika e Chikungunya é praticamente o mesmo, uma vez que não existem medicamentos específicos para essas doenças. Recomenda-se que o paciente permaneça em repouso e beba bastante líquido, aumentando a hidratação do corpo. Alguns medicamentos são indicados para dor, mas não se deve fazer uso de remédios que contenham ácido acetilsalicílico (AAS), pois eles podem desencadear hemorragias. Também vale ressaltar que apenas a Dengue possui uma vacina específica, então a melhor forma de prevenção continua sendo a eliminação dos focos do mosquito e ambientes propícios para a sua proliferação.

Não deixe a água acumular em vasos de planta

Como você pode ver, não existem muitas diferenças entre Dengue, Zika e Chikungunya, porém há alguns pequenos detalhes que, quando observados, facilitam o entendimento do que está acontecendo. Mas, é claro, não deixe de procurar um médico ao menor sinal dos sintomas.

Comentários

Comentários

Escrito por Rodrigo Rebelo

Carioca, marido, pai, boleiro e, sempre que possível, presente nos tatames de jiu-jitsu. Além de marketar há alguns anos, também lavo, passo, mas não cozinho - prefiro evitar que a cozinha exploda. Apaixonado e dedicado em sempre arrancar um sorriso daqueles que amo.